sábado, 22 de julho de 2017

Em encontro com Caio Fábio, Kleber Lucas canta Paralamas do Sucesso


O pastor Caio Fábio compartilhou um vídeo gravado no último sábado dia 15/07 em que está junto com o cantor e pastor Kleber Lucas. Na ocasião, o artista interpreta “Lanterna dos Afogados”, hit do Paralamas do Sucesso.

   Cantor interpretou "Lanterna dos Afogados" e perguntou aos presentes se "também sabiam essa "música do mundo"

Kleber, que causou polêmica este ano por cantar “Epitáfio”, dos Titãs, em um culto, repetiu o feito.  a dificuldade da vida das mulheres que aguardavam os maridos pescadores voltarem pra casa, depois de uma rotina de labuta.

O nome da canção é baseado num capítulo do livro Jubiabá, do autor brasileiro Jorge Amargo. Nas palavras de Fábio, “O capítulo retrata o bar Cais do porto, onde as mulheres dos pescadores esperavam os seus maridos com lanternas, para ajudá-los a achar o caminho certo”. 

                                                                                                                                 A letra aborda a dificuldade da vida das mulheres dos pescadores que saem para pescar e nem sempre voltam para casa. Elas aguardavam os maridos com grande ansiedade e expectativa, pois o risco é frequente e as mulheres ficam aflitas, rezando e torcendo para que possam ver seus maridos de novo.



O nome Lanterna dos Afogados vem de um capítulo do livro “Jubiabá”, de Jorge Amado. O capítulo retrata o bar Cais do porto, onde as mulheres dos pescadores esperavam os seus maridos com lanternas, para ajudá-los a achar o caminho certo.
                                                                                                                                A canção foi tocada no violão por Kleber, que foi acompanhado por sua banda. Caio Fábio segurou o celular com a letra da música. Além dos Paralamas, “Lanterna dos Afogados” também foi gravada por Maria Gadú.

" Eu não concordo com essas práticas de "evangelização" porque no meu, parco, entender a reapresentação dessas músicas seculares podem acarretar um desejo, ainda que breve, de aquele que está ouvindo-as, dentro de um ambiente supostamente gospel, também sinta-se tentado a ir "só um pouquinho" a um show de artistas seculares."                                                                  palavras do pastor Carlos A. Neto autor deste blog
Em tempo:                                                                                                                                                                                                                                                                                     Relembrando os Beatles, Caio Fabio diz: “Na Papuda, fui tratado como se fosse Jesus, por todos!” 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nunca utilize palavras torpes ou pejorativas e nem palavras ofensivas e nenhuma classe social ou entidades públicas ou privadas.